Volta dos 4 – Lousã

Registo de domingo: Dez betetistas, 71 kms, 2100mts de acumulado, 5:30h a pedalar. Mas há mais: 4 quedas, 4 furos, serviço de recolha para alguns (as pernas não davam para mais!) e, no final… o sofá é que pagou. No meio de tanta estatística o que fica para a história é a diversão, a superação, o companheirismo e a paisagem…

IMG_2858Mais uma vez pedalámos por três concelhos (Góis, Castanheira de Pêra e Lousã) e dois distritos (Coimbra e Leiria), desta vez na companhia de dois amigos que, pela primeira vez, se juntaram ao grupo: O Chico, distinto membro de um grupo do Algueirão: Bicicletando por todos os trilhos e o David, o pró do enduro, um miúdo de Góis que, com tenra idade, demonstra “queda” para a coisa (não é por acaso que já fez um 1º lugar na taça de Portugal de Enduro Btt).

Começámos cedo, saída de Vila Nova do Ceira pelas 07:30h, em direção a Góis onde mais pessoal se juntou a nós, o grupo ficou completo na Portela de Góis onde o Chico e o David incorporaram a “expedição”. O destino foi o Trevim (pelos Povorais) para fazermos uns trilhos do Enduro e do DownHill.

Não vale a pena falar da espetacularidade dos trilhos e da paisagem que nos rodeou (em IMG_2868artigos anteriores estes temas já foram abordados), mas podemos falar das quatro quedas: As três primeiras no mesmo sítio e praticamente seguidas! Enquanto aferíamos os possíveis danos (manete de travão danificada, prontamente arranjada pelos mecânicos de serviço), na pista mais abaixo, ouvia-se o pessoal do DH a rolar, pareciam veados a descer o vale, máquinas do inferno! A quarta queda foi a mais complicada, uma égua e um voo que resultou na pala do capacete partida e algumas escoriações no corpo. Nada que levasse ao abandono!

Quando chegámos ao Terreiro das Bruxas, o primeiro furo! Além disso, deixámos de lado a possibilidade de seguir até à vila da Lousã por terra, o cheiro dos churrascos que algumas pessoas por ali confecionavam alertou-nos de que já era hora de almoço e ainda estávamos a cerca de 30 kms de casa. A opção foi de descer por alcatrão para fazer o trilho da fábrica do prado e chegar o mais rápido possível á vila.

IMG_2878Na Lousã, o primeiro serviço de recolha: O Ruben estava exausto e o Pai foi recolhê-lo, mais à frente o segundo serviço de recolha: O David também estava nas lonas (com a bike de Enduro fez-nos comer pó nos trilhos da serra, mas o peso e posição de condução não são ideais para estas maratonas e ao fim de cerca de 55kms ressentiu-se disso). À parte disso os miúdos portaram-se muito bem!

Antes de chegarmos a Serpins o quarto e último furo a atrasar ainda mais o pessoal. Às 15:00h chegámos, finalmente, á nossa terra, uf! A fome apertava e as nossas mulheres aguardavam, impacientemente, pela nossa chegada, ou não 😉 – obrigado pela vossa paciência, por trás de um betetista há sempre uma grande mulher.

Boa semana e boas pedaladas 🙂

Artigos relacionados: Fotos Track GPS Video

Volta dos 4 – Lousã.gpx

Share Button
Bookmark the permalink.

Comments are closed